Stock Car

ford alfaromeo fiat fiatP jeep lancia abart abart multi
aprilia piaggio vespa vespa
Voltar
Vinaora Nivo SliderVinaora Nivo SliderVinaora Nivo SliderVinaora Nivo Slider

Ford Rating

Rating FORD

Renegade 4xe e Compass 4xe: a entrada da Jeep® nos híbridos plug-in

Previsão é de que os modelos 4xe da Jeep estejam nos stands europeus em setembro em três níveis de equipamento – ‘Limited’, ‘S’ e ‘Trailhawk’, dois níveis de potência – 190 ou 240 cv –, diversos conteúdos tenológicos e de segurança, exclusivas funções novas de e-driving e soluções de carregamento públicas e domésticas com a easyWallbox.

A evolução da Jeep® reflete totalmente os seu valores fundamentais de liberdade, aventura, autenticidade e paixão, pilares da sua reputação mundial. O mais recente passo da jornada da evolução da Jeep foi a entrada no mundo da eletrificação. Esta viagem foi feita através de várias etapas que marcaram o ritmo da abordagem da marca a uma solução de propulsão híbrida plug-in capaz de otimizar a lendária destreza em todo o terreno da sua gama de SUV.

Como marca, a Jeep sempre foi pioneira em novos segmentos e novas tecnologias. A sua lenda começou em 1941 com o Willys-Overland, o primeiro veículo 4x4 produzido em série, e continuou em 1949 com o lançamento do Willys Wagon de tração às quatro rodas que criou o Sport Utility Vehicle.
A sua destreza em todo o terreno, mundialmente famosa, perdura deste então. Conforto, comportamento dinâmico e conectividade foram sendo otimizados ao longo do tempo, em paralelo com o desempenho em todo o terreno dos SUV Jeep. Hoje, a Jeep dá mais um importante passo em termos de evolução relativamente ao respeito pelo ambiente e à redução do custo total de propriedade ao apresentar os novos modelos elétricos híbridos plug-in Renegade 4xe e Compass 4xe.
Uma solução híbrida sem compromissos que integra os imbatíveis conteúdos técnicos dos SUV Jeep alimentará tanto o Jeep Renegade 4xe como o Jeep Compass 4xe, dando-lhes absoluta liberdade e elevando as suas capacidades a um novo nível através de algumas das mais avançadas tecnologias ecológicas. É ‘o modo Jeep’ para a eletrificação.

4xe

Todos os Jeep híbridos plug-in distinguem-se pelo emblema 4xe, centrado nos temas da eficiência, desempenho e responsabilidade. Serão os SUV Jeep energeticamente mais eficientes de sempre: a nova tecnologia 4xe oferecerá condução com emissões zero e uma gama de novos modelos híbridos plug-in que oferece autonomia e facilidade de carregamento.

A eficiência energética não é alcançada à custa do desempenho. Os Jeep 4xe permanecerão fiéis à vocação da marca para o todo o terreno, mas realçando a experiência de condução em estrada graças à suave resposta à aceleração.
O aumento do binário gerado pelo sistema de propulsão elétrica e a capacidade de o ajustar com extrema precisão proporcionam ainda maior destreza em qualquer tipo de piso, para aventuras desafiantes em todo o terreno.
Por fim, 4xe significa responsabilidade e respeito pelo ambiente. Graças à tecnologia elétrica híbrida plug-in, as emissões de CO2 são inferiores a 50 g/km em modo híbrido* e o custo de propriedade é mais baixo.

Mas o foco da Jeep em termos de sustentabilidade vai mais longe e começa ainda antes de os veículos chegarem à estrada, graças a um ciclo de produção projetado para causar o mínimo impacto ambiental. 

A evolução todo o terreno

A estreia mundial dos pioneiros SUV Jeep eletrificados realizou-se no Salão Internacional do Automóvel de Genebra de 2019. Este prestigiado palco foi escolhido para esta importantíssima apresentação porque o desenvolvimento dos modelos, incluindo a preparação das linhas de produção, já estava em curso. O Jeep Renegade 4xe e o Jeep Compass 4xe são construídos na fábrica de Melfi da FCA, na região de Basilicata (Itália), onde o Jeep Renegade é produzido desde 2014. A Plant Academy, terreno fértil para surgimento de ideias e experiências e "fábrica de talentos” para desenvolvimento do potencial individual, foi criada na fábrica de Melfi no mesmo ano e, desde então, tem dado um significativo contributo para a estratégia de eletrificação da FCA. Entretanto, o seu exemplo serviu de inspiração a inúmeras outras fábricas da FCA para abrirem a própria Plant Academy. O centro industrial na Basilicata foi uma escolha natural para a produção dos primeiros modelos Jeep híbridos plug-in na região EMEA e irá escrever um novo capítulo na história da marca.

Embora a produção dos SUV 4xe da Jeep seja em Melfi, primeira fábrica da marca de ciclo completo fora da América do Norte, o processo de desenvolvimento culminou no Centro de Testes de Arjeplog, na Lapónia sueca. Foram realizados cerca de 3800 quilómetros de testes em estrada para ir de Turim a Arjeplog e pôr à prova os SUV híbridos plug-in da Jeep em todas a condições que os clientes podem precisar de enfrentar. Um empenho constante e uma série de complexas atividades serviram de base para assegurar qualidade, segurança, fiabilidade e conforto em todas as condições. A nova tecnologia elétrica híbrida plug-in aumenta a capacidade dos SUV Jeep. Por um lado, incrementa a destreza em todo o terreno e, por outro, realça o desempenho na condução do dia-a-dia. Os modelos estão à vontade seja em areia, seja em lama, pedras, neve ou gelo: a sua capacidade e o prazer de condução também brilham em cidade.
Os testes continuaram do inverno de 2019 em Arjeplog e durante o longamente aguardado evento Jeep Winter em Champoluc (Val d'Aosta, Itália), onde a marca proporcionou uma breve visão do funcionamento do sistema 4xe através do corte transversal de um Jeep Renegade em exposição. O início de 2020 testemunhou o lançamento das "First Editions", exclusivas séries de lançamento do Jeep Renegade 4xe e do Jeep Compass 4xe. Foi dada aos clientes que tinham feito uma pré-reserva no website dedicado a oportunidade de confirmarem a encomenda e de estarem entre os primeiros a conduzir um Jeep 4xe (foram recebidas mais de mil encomendas em oito mercados com mais de cem mil visitas ao website). A receção de encomendas na Europa para a gama do Renegade 4xe e do Compass 4xe iniciou-se em julho.
Isto foi um importante passo no processo evolutivo da marca, mais que nunca orientado para a sustentabilidade e a eletrificação. Uma evolução em linha com a história da Jeep que, por tradição, é uma das marcas mais em contacto com a natureza. Cada SUV Jeep é criado para levar os clientes a lugares de outro modo inacessíveis – e a partir de agora podem continuar a fazê-lo com zero emissões, sem ruído, de um modo consciente, responsável e sustentável.

Jeep Renegade e Jeep Compass 4xe, potência e performance

Quer o Jeep Renegade 4xe quer o Compass 4xe são equipados com um motor a gasolina turbo de 1,3 litros acoplado a um motor elétrico colocado no eixo traseiro e alimentado por uma bateria de 11,4 kWh que pode ser carregada em andamento ou através de uma fonte de energia externa, tanto em casa com a tomada doméstica, recorrendo à eficiente e prática easyWallbox ou à mais avançada Connected Wallbox, ou num ponto de carregamento público. Por si só, o eficiente motor turbo 1.3 oferece potência de 130 cv ou 180 cv, a que se juntam os 60 cv produzidos pelo motor elétrico, para um total de 190 cv (versão Limited) ou 240 cv (Trailhawk e S). Em termos de binário, o motor elétrico produz 250 Nm, enquanto o de combustão oferece 270 Nm. A combinação de um motor de combustão interna com a unidade elétrica é garantia de performances e de máximo prazer de condução: aceleração de 0 a 100 km/h em cerca de 7,5 segundos, velocidade máxima de 130 km/h em modo exclusivamente elétrico e até 200 km/h em modo híbrido.

Uma gama completa

A gama dos novos Jeep Renegade 4xe e Jeep Compass 4xe compreende três níveis de equipamento – Limited, S e Trailhawk, todos com tração às quatro rodas (eAWD) e transmissão automática de seis velocidades – e dois níveis de potência: 190 ou 240 cv.
Disponível uma ampla série de opções de personalização, incluindo um leque de 18 cores de carroçaria para o Renegade e de 22 para o Compass. As cores incluem Branco Alpine, Cinzento Glacier, Cinzento Granite Crystal, Azul Jetset, Azul Shade, Cinzento Sting, Vermelho Colorado, Preto Carbon e Preto Solid, além de três tonalidades específicas para o Renegade - Azul Bikini e Laranja Omaha (ambas para todos os níveis de equipamento, exceto o S) e Verde Opaco (só para o Trailhawk). Há ainda três cores exclusivas para o Compass - Marfim Tricamada, Azul Italia e Verde Techno. Além disso, estão disponíveis seis tipos de jantes para o Renegade 4xe e sete para o Compass 4xe.

ENGENHARIA

Configuração e funcionamento do grupo motopropulsor híbrido 4xe Jeep

O grupo motopropulsor do Jeep Renegade 4xe e do Jeep Compass 4xe integra dois motores elétricos e um pack de baterias de 11,4 kWh com um eficiente motor a gasolina turbo de 1,3 litros e transmissão automática de seis velocidades. Esta arquitetura oferece uma solução “dois em um”: um veículo elétrico a bateria equipado com motor elétrico e com um pack de baterias de iões de lítio de alta voltagem no eixo traseiro e um veículo convencional com motor de combustão interna instalado no eixo dianteiro.
Os principais elementos do grupo motopropulsor dos Renegade e Compass 4xe são:

  • Um motor de combustão interna a gasolina turbo, quatro cilindros, 1,3 litros, com potência de 130 ou 180 cv e 270 Nm de binário.
  • Dois motores elétricos, um dos quais montado no eixo dianteiro e acoplado ao motor de combustão interna que, além de trabalhar em sinergia com o motor térmico, quando necessário pode funcionar como um gerador de alta tensão. O segundo está colocado no eixo traseiro e dispõe de caixa de redução e diferencial integrado ("e-axle"). Debita 60 cv de potência e 250 Nm de binário, proporcionando tração e recuperando energia em travagem.
  • Um pack de baterias de 11,4 kWh, 400 volts, de iões de lítio com níquel, manganês e cobalto alimenta o “e-axle” colocado em posição segura sob a segunda fila de bancos.
  • Um módulo integrado para controlar o carregamento das baterias de alta tensão e convencionais de 12V da viatura de dimensões compactas montado na bagageira.

A potência combinada das duas fontes de energia (elétrica e térmica) é de 190 cv ou 240 cv.

O motor a gasolina turbo de 1,3 litros que alimenta o Renegade e o Compass 4xe pertence à nova família Global Small Engine da FCA. Baseia-se numa estrutura modular e está disponível para as versões 4xe na configuração de quatro cilindros com dois níveis de débito de potência: 130 ou 180 cv. A estrutura de base do novo motor 1.3 a gasolina turbo dos Renegade e Compass 4xe garante eficiência, modularidade e um considerável grau de padronização em termos de componentes e processos de fabrico, flexibilidade e potencial de desenvolvimento. É inteiramente construído em alumínio para proporcionar leveza (pesa 106 kg). O cárter, desenvolvido em parceria com a Teksid, é fabricado em liga de alumínio fundida a alta pressão. Depois de analisados diversos projetos de cárter, foi escolhida uma arquitetura com bloco para oferecer o melhor equilíbrio em termos de peso, desempenho estrutural, ruído e vibrações. Como todas as versões sobrealimentadas da família Global Small Engine, inclui a exclusiva tecnologia MultiAir de terceira geração que melhora a eficiência de combustão ao ajustar a elevação e a fase das válvulas, otimizando a abertura e o fecho independentes das válvulas de admissão.
Integrando o mecanismo elétrico na correia auxiliar, foi possível projetar uma lógica de controlo que otimiza a dinâmica e a eficiência do motor de combustão interna e a transmissão automática a jusante. O resultado é um eixo dianteiro superior a qualquer grupo motopropulsor convencional equivalente, capaz de oferecer um comportamento dinâmico, suave e eficiente.

Modos de condução eletrificados

Os clientes dos novos Jeep Renegade e Compass 4xe podem personalizar a experiência de condução de acordo com as suas exigências específicas e o tipo de viagem, como deslocações diárias em cidade, onde o modo exclusivamente elétrico é ideal, ou entusiasmantes aventuras em todo o terreno em trilhos exigentes em contacto com a natureza, em genuíno estilo Jeep.

O sistema dispõe de três modos de funcionamento - Híbrido, Elétrico e E-save. O modo desejado pode ser ativado usando o seletor localizado em frente da alavanca de velocidades. Em todos os modos de condução, o sistema de travagem regenerativa recupera energia durante as fases de condução passiva (como desaceleração ou travagem ligeira). Adicionalmente, o Renegade e o Compass 4xe funcionam em modo híbrido quando a bateria chega a um nível de carga mínimo, independentemente do modo selecionado. Mais em pormenor:

  • HÍBRIDO é o modo selecionado por defeito quando se liga o carro. Foi projetado para gerir e utilizar o sistema da forma mais eficiente possível, otimizando a potência e minimizando o consumo de combustível. O motor de combustão interna e o motor elétrico trabalham em conjunto, dependendo do tipo de estrada, com fases de recuperação de energia em travagem. Inicialmente, o sistema favorece a condução elétrica (portanto, a potência é fornecida pelo motor elétrico). Quando a bateria chega ao nível de carga mínimo (chamado "SOC", State Of Charge), é utilizado o motor de combustão interna para oferecer propulsão. O sistema gere o arranque e a intervenção através de um algoritmo de otimização (Hybrid Control Processor - HCP), concebido para maximizar os próprios níveis de eficiência.
  • ELÉTRICO é o modo que proporciona uma autonomia média exclusivamente elétrica de 50 km* com zero emissões. Foi projetado para maximizar a experiência de condução elétrica através de uma calibração diferente do algoritmo de otimização HCP. O veículo viaja em modo exclusivamente elétrico enquanto a bateria tiver carga suficiente. O sistema muda automaticamente para modo HÍBRIDO quando a bateria está completamente descarregada ou quando o condutor carrega a fundo no pedal do acelerador. É possível atingir 130 km/h de velocidade máxima. É o modo ideal para deslocações no centro da cidade com restrições ao trânsito e às emissões.
  • E-SAVE é o modo destinado a manter a carga da bateria ou para efetuar o próprio carregamento usando o motor de combustão interna. O modo E-SAVE suporta dois modos secundários, denominados economia de bateria (E-SAVE passivo) e Carga de Bateria (E-SAVE ativo), podendo ambos ser ativados através do ecrã do sistema Uconnect.
    • E-SAVE passivo ou Economia de Bateria: mantém o estado de carga da bateria através do uso predominante do motor de combustão interna;
    • E-SAVE ativo ou Carga de Bateria: carrega a bateria até 80% através do funcionamento do motor de combustão interna em que o gerador elétrico dianteiro combinado atua.

Em modo HÍBRIDO, o algoritmo de otimização (HCP) garante a eficiência do sistema modulando a intervenção conjunta dos motores elétricos e do motor de combustão interna, em função do nível de carga da bateria. O algoritmo HCP modula automaticamente a distribuição do binário entre os motores elétricos e o motor de combustão interna. O motor de combustão interna intervém sempre que o desempenho exigido excede o do motor elétrico. O algoritmo de otimização do modo de condução HÍBRIDO foi concebido para gerir o veículo na configuração mais eficiente de acordo com os seguintes fatores:

  • Nível de energia (State Of Charge) do pack de baterias
  • Mapas da eficiência do motor elétrico e do motor de combustão interna
  • Exigências do condutor em termos de desempenho
  • Situações do percurso e ambientais (inclinações, temperatura do ar, etc.)

A intervenção do motor de combustão interna durante a condução depende das várias combinações destes fatores. Quando o nível de carga da bateria está baixo, é ligado o motor de combustão interna para proporcionar às rodas dianteiras o binário exigido, de forma a compensar a falta de propulsão elétrica das rodas traseiras.

 

Em breve mais informações sobre os modelos, aguarde!

banner

instit financeiras

Newsletter

Subscreva a nossa newsletter e receba as nossas novidades, promoções, notícias..
  • solucoesfinanciamento
  • rentacar
  • oficiana
  • centrodistribui
  • seguros
  • centroabate